CAFÉ

2016

Café - O Ouro Verde



"Consta em nossa história o crescimento da cidade a olhos vistos... o café impulsionando toda a riqueza da região; grandes centros comerciais de café, com transações internacionais aconteceram no centro de nossa cidade! Londrina já foi a capital mundial do café!! O fato de sermos filhos dessa cidade nos deixa muito orgulhosos." B. T. Vilas Bôas (aluna do IEIJ)



 



 







O que é o PIA



O PIA (Projeto Interdisciplinar de Aprendizagem) é ministrado periodicamente no IEIJ. Para ser desenvolvido, independe da idade do aluno, uma vez que o tema pode ser abordado pelo interesse específico de cada um. O tema, geralmente, é único, na Escola, e cada curso tem o seu momento de escolha de subtemas. Os trabalhos são desenvolvidos em períodos determinados (cerca de 2 meses).



Piaget, em seu livro “A construção do real na criança”, ensina-nos que o conhecimento só se dá na interação do sujeito aprendiz com o objeto – ou seja, tudo o que aprendemos a respeito da realidade precisa ser mediado não só pelos órgãos dos sentidos, mas por construções de estruturas através da estruturação da realidade. Conhecer um objeto é agir sobre ele e transformá-lo, a fim de aprender o mecanismo daquela transformação assim como sua função e ligação com as próprias ações transformadoras.



Neste projeto do primeiro semestre de 2016, nossos alunos mergulharam no café! Saborearam os diferentes tipos e qualidades, provaram-no em diferentes estágios de maturação, discerniram diferentes aromas, andaram pelas plantações, colheram os grãos, peneiraram-nos, espalharam-nos pelo terreiro e moeram-nos. Preparam-nos de diferentes formas e até mesmo utilizaram-nos em diferentes receitas culinárias. Pintaram com o café. E dançaram o café!







O que aprendemos



Neste projeto Ouro Verde, sobre o café, nós aprendemos muito.



No Iapar descobrimos que o café demora até mais de dois anos para crescer e dar frutos e as flores também demoram.



Na fazenda, aprendemos o que é uma saca de café vermelho e que ela é mais cara. Na barista, ela experimenta cafés e dá notas. No museu, aprendemos que a Geada Negra acabou com o café.



Nós aprendemos que Londrina foi a Capital Mundial do Café. Eu aprendi que o café foi muito importante.



O que eu mais gostei foi do museu porque falou como as coisas eram difíceis e bem diferentes as coisas, tipo o trabalho. As crianças trabalhavam mais cedo, antes de virarem adultos e agora não é mais assim.



Texto de J. M. K. Baptista



 



 



 



 



O início do trabalho



 



 



 



 



O lançamento do projeto se deu com a comunidade escolar assistindo ao vídeo documentário do jornalista e produtor Fábio Cavazotti, Ouro Verde, Memórias da Cidade do Café (2015). O documentário traz um recorte da história de Londrina e região por meio da cultura cafeeira, que foi predominante até a década de 1970. O documentário conta com aproximadamente 45 minutos e traz muitas imagens raras dos primeiros anos de Londrina, como a histórica caminhada dos pioneiros, em 1929, pelas matas virgens do norte do Paraná.



 



 



 



 





 



 



 



 



A apresentação, na escola, reuniu pais, alunos e demais membros da comunidade escolar em uma agradável noite. Foram necessárias duas salas de exibição, tamanha a presença. O documentário acendeu a curiosidade dos alunos. Afinal, Londrina já foi a Capital Mundial do Café! Mas por que não é mais? O que o café fez por nossa cidade? Por nossa região? O que foi a Geada Negra? Contamos ainda com a presença do próprio Fábio Cavazotti, que respondeu perguntas dos espectadores.



 



 



 



 



Assista ao teaser do documentário:



 



 



 



 



https://www.youtube.com/watch?v=rlP64pMa9O4



 



 



 



 



 



 



 



 



 



Trabalhos de campo



 



 



 



 



 



 



 



 



 



Os trabalhos de campo permearam nossas atividades. Afinal, para estudar o café, precisávamos degustar diferentes ambientes e principalmente ir aonde os pés de café estão! Embora tenhamos vários cafeeiros no espaço de nossa escola e uma boa plantação no vale do Tucanos, onde estamos localizados, precisávamos ir até os produtores, conhecer a História de Londrina no próprio Museu, conhecer os espaços de pesquisa onde são desenvolvidas as novas variedades e técnicas.



 



 



 



 



 



 



 



 



 



Iapar



 



 



 



 



Instituto Agronômico do Paraná



 



 



 



 



 



 



 



 



 



Fazenda Palmeira



 



 



 



 



Em Santa Mariana, PR, fomos muito bem recebidos pela a família Gamerschlag em sua Fazenda; ali, pudemos acompanhar todo o processo de plantio, colheita, seleção, secagem, torra e preparação do café. Além diasso, D. Cornélia Gamerschlag explicou a diferença de qualidade entre diferentes cafés que podem ser comprados. Terminamos a visita com um delicioso lanche preparado por ela.



 



 



 



 



 



 



 



 



 



Museu Histórico de Londrina



 



 



 



 



Já que o Museu Histórico de Londrina oferecia a Semana Nacional de Museus e concomitantemente a do Semana do Café, não pudemos perder a oportunidade e realizamos uma visita! Todas as nossas turmas, desde a Educação Infantil ao Fundamental II aproveitaram a visita guiada às origens de nossa cidade.